aqui ou algum lugar

Reflexões de Cotidiano, crônicas sobre os aspectos mais corriqueiros das nossas vidas, do sentido da vida à mobilidade urbana, e tudo mais o que puder fazer aqui ou qualquer lugar melhor. Vamos pensar juntos?!

Turismo de Cotidiano. Um estilo de viajar, a partir de experiências e atenção sobre o dia-a-dia. Conhecer algum lugar além dos principais atrativos turísticos. Por seu sabores, cheiros, costumes e histórias que fazem qualquer local muito especial. Vamos viajar juntos?

Sabático, palavra de origem hebraica que significa repouso, é um período que algumas pessoas decidem tirar para repensar suas carreiras e vidas. Sair da rotina para tomar novos rumos. Conheça como foi a experiência!

As alas estão abertas, é só passar!

26/02/2014

2 Comentários

Acompanhar

 

Foto: Monica Silveira/ SPTuris, Fonte: SPTuris

Foto: Monica Silveira/ SPTuris, Fonte: SPTuris

Logo no início da semana já se viam as contagens regressivas para o Carnaval. Falta pouco para começar a folia… Hum, espera um pouco, para começar?! Em São Paulo, ela já teve início há algumas semanas, com a crescente adesão de cidadãos da maior cidade do País aos blocos de ruas e à volta das típicas comemorações carnavalescas. No resgate de tradições, as comemorações carnavalescas da cidade têm aumentado a cada ano. Claro, é evidente que há uma grande concentração de blocos pré e pós-carnaval, para aqueles que querem aproveitar a festa, mas que não dispensam uma praia durante o feriadão.

Mas, há poucos anos o burburinho era mesmo ir para o Rio aproveitar os bloquinhos, dado que Sampa ficava às moscas nos quatro dias de festa. A realidade agora é bem outra. O aumento é tão significativo que, segundo dados da SPTuris, neste ano mais de 200 blocos foram cadastrados na Prefeitura, o triplo do ano passado… Definitivamente o carnaval além dos desfiles de escolas de sampa está entrando para agenda de eventos paulistana. Eu já fico na cidade há alguns anos neste período, e sou adepta dos bloquinhos. Agora já não preciso mais explicar para a família que é uma festa bem tranquila, a propagação já está cuidando de ajustar a imagem do evento. Por sinal, nada mais turismo de cotidiano do que bloquinhos de carnaval, e uma boa dose de identidade cultural brasileira.

De Paquitas a Cleópatras, de Zorros a Palhaços, perucas coloridas, confetes e serpentinas, as marchinhas tradicionais cantadas em coro. Sorrisos e espontaneidade para todos os lados. Eu admiro quem vai fantasiado, e sempre me diverto com a criatividade de muitos. Como aquela, memorável, em um bloco pré-carnaval na Vila Madá em 2012. Do nada, um rapaz todo de branco, com um monte de mato alto nas costas… Não resistimos e perguntamos, afinal, do que se tratava aquilo… Plantão Médico! É besta, mas dou risada até hoje.

Mesmo sem fantasia, boas companhias para festa também estão garantidas esse ano, ainda mais amigos ficarão na cidade e o crescimento de pessoas que desistiram das viagens a cada ano. Não é para menos, as experiências traumáticas de horas de congestionamentos nas estradas deixaram de animar muita gente para sair da cidade. Ainda assim, há alguns anos, para muitos era simplesmente inimaginável ficar na capital que simplesmente fechava tudo. Não era apenas a falta de comemorações carnavalescas, era o “deserto” mesmo. Lógico que nem todos tem a cara bloquinhos, mas a visita a qualquer espaço fica muito mais facilitada durante o carnaval. E muitas coisas estarão abertas e acontecendo para aproveitar a cidade simplesmente.

Com tanta alegria e festividade, durante e depois do carnaval, nem precisa pedir para abrir alas que eu quero passar. A festa já está aí! E para já aquecer para o carnaval, nada como terminar com a minha marchinha favorita! “Se você fosse sincera, ôôôô, Aurora… veja só que bom que era, ôôôô, Aurora…

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=QjAxkbXQdRs&w=420&h=315]

Para se informar sobre todos os blocos e ainda outras coisas acontecendo na cidade, recomento o site do Catraca Livre. Sobre os números do carnaval na cidade, o site da http://www.spturis.com/v7/noticia.php?id=402

2 Comentários

Deixe seu comentário sobre As alas estão abertas, é só passar!

Faz sentido?! Compartilhe suas ideias também.

Rumo ao minimalismo! Ou nem tanto… coisas desnecessárias que carreguei durante a viagem.

12/12/2012

3 Comentários

Acompanhar

Viajar por mais de seis meses com apenas uma mochila nas costas é um belo desafio. Um dos maiores benefícios também é aprender a viver com pouco. De fato, precisamos de bem menos coisas do que imaginamos, mesmo que, respeitando uma tradicional preocupações femininas, seja fundamental ter diversas opções para não parecer que está sempre com a mesma roupa. Apesar de, quase sempre, usarmos as mesmas peças do armário corriqueiramente. Confesso que logo no começo eu não estava preparada com […]

Leia mais...

Desinformação e despreparo aumenta a confusão.

05/02/2014

1 Comentário

Acompanhar

A visão de quem estava na situação da parada ontem na linha vermelha do metrô em São Paulo. Já era começo da noite quando resolvi voltar para casa, apesar da claridade do pôr-do-sol às 19h20 nesse verão intenso. Depois de uma reunião produtiva na Zona Leste de São Paulo, me dirigi até o metrô para voltar à Zona Oeste da capital paulista onde moro. Ingênua, como uma das maiores defensoras do metrô e adepta convicta do transporte público, até elogiei […]

Leia mais...

Rumo ao minimalismo! Ou nem tanto… coisas desnecessárias que carreguei durante a viagem.

12/12/2012

3 Comentários

Acompanhar

Viajar por mais de seis meses com apenas uma mochila nas costas é um belo desafio. Um dos maiores benefícios também é aprender a viver com pouco. De fato, precisamos de bem menos coisas do que imaginamos, mesmo que, respeitando uma tradicional preocupações femininas, seja fundamental ter diversas opções para não parecer que está sempre com a mesma roupa. Apesar de, quase sempre, usarmos as mesmas peças do armário corriqueiramente. Confesso que logo no começo eu não estava preparada com […]

Leia mais...

Turismo de Cotidiano

22/03/2012

39 Comentários

Acompanhar

Cada um tem um estilo de viajar. Alguns são apaixonados por museus e castelos. Outros fascinados pela gastronomia. Há aqueles que aproveitam mais a noite do que o dia. Além dos muitos brasileiros que de verdade estão enlouquecidos com as compras. Com uma pitada de cada um desses estilos, descobri o meu estilo de viagem (e acredito que inclusive inventei o termo…): turismo de cotidiano. Sabe aquela caminhada despretensiosa por algum bairro, sem exatamente saber qual o destino final, observando […]

Leia mais...

Vegetariana com benefícios / Vegetarian with benefits

23/04/2012

17 Comentários

Acompanhar

A definição não poderia ser melhor e mais engraçada. Afinal, é realmente complicado dizer que você é uma “peixetariana”. Na maioria dos locais é mais fácil dizer que se é vegetariano, ainda mais quando você não sabe a língua. Mas aí alguém oferece uma opção com peixe ou frutos do mar… hummmm. Como eu sempre digo, não como nada que andou ou voou, só o que nadou! A expressão “vegetarian with benefits”, espontaneamente dita por Billy, querido amigo canadense, ainda […]

Leia mais...

Turismo de Cotidiano

22/03/2012

39 Comentários

Acompanhar

Cada um tem um estilo de viajar. Alguns são apaixonados por museus e castelos. Outros fascinados pela gastronomia. Há aqueles que aproveitam mais a noite do que o dia. Além dos muitos brasileiros que de verdade estão enlouquecidos com as compras. Com uma pitada de cada um desses estilos, descobri o meu estilo de viagem (e acredito que inclusive inventei o termo…): turismo de cotidiano. Sabe aquela caminhada despretensiosa por algum bairro, sem exatamente saber qual o destino final, observando […]

Leia mais...

Vegetariana com benefícios / Vegetarian with benefits

23/04/2012

17 Comentários

Acompanhar

A definição não poderia ser melhor e mais engraçada. Afinal, é realmente complicado dizer que você é uma “peixetariana”. Na maioria dos locais é mais fácil dizer que se é vegetariano, ainda mais quando você não sabe a língua. Mas aí alguém oferece uma opção com peixe ou frutos do mar… hummmm. Como eu sempre digo, não como nada que andou ou voou, só o que nadou! A expressão “vegetarian with benefits”, espontaneamente dita por Billy, querido amigo canadense, ainda […]

Leia mais...