aqui ou algum lugar

Reflexões de Cotidiano, crônicas sobre os aspectos mais corriqueiros das nossas vidas, do sentido da vida à mobilidade urbana, e tudo mais o que puder fazer aqui ou qualquer lugar melhor. Vamos pensar juntos?!

Turismo de Cotidiano. Um estilo de viajar, a partir de experiências e atenção sobre o dia-a-dia. Conhecer algum lugar além dos principais atrativos turísticos. Por seu sabores, cheiros, costumes e histórias que fazem qualquer local muito especial. Vamos viajar juntos?

Sabático, palavra de origem hebraica que significa repouso, é um período que algumas pessoas decidem tirar para repensar suas carreiras e vidas. Sair da rotina para tomar novos rumos. Conheça como foi a experiência!

Consciência do Passado, Foco no Presente e Sorriso para o Futuro

01/06/2012

6 Comentários

Acompanhar

Estar na Alemanha é respirar história. De maneira mais intensa em Berlin, ainda assim em todas as outras cidades onde passei há muitas referências à história. “Precisamos relembrar sempre para que não aconteça novamente”, umas das frases mais faladas quando você visita algum museu ou memorial, mas que também está em uma pequena placa de um prédio comum. É admirável a consciência da história e da responsabilidade na Alemanha. Sim, foi um período difícil (bem difícil), mas muitos outros países também têm fatos e números tristes em suas histórias. O que foi feito com os índios no continente americano não foi tão cruel? Apenas para citar um exemplo entre tantos outros. É preciso coragem e humildade para ser coerente e honesto, principalmente consigo mesmo.

Consciência do passado, tão fundamental para um país, uma organização, uma pessoa. Conhecer a história nos ajuda a entender o que nos trouxe até aqui e, muitas vezes, as razões de alguns padrões e comportamentos. Aprender com os acertos e erros do passado e usar este aprendizado nos pequenos atos. Liberdade de expressão, preservação da produção de conhecimento, igualdade e não ao preconceito, diplomacia e integração: algumas das lições da história alemã recente que precisamos lembrar, não apenas na Alemanha, mas em todo o mundo e, principalmente, em nossas vidas cotidianas. E pensar que às vezes comportamentos pequenos tão inversos a esses preceitos estão tão próximos em nossas vidas.

Consciência do passado, mas foco no presente. Em construir e reconstruir. E imaginar que o país conseguiu, e muito bem, se reerguer. Resultado dessa capacidade de foco e realização. Não há como negar a persistência e empenho para o trabalho dos alemães. Acho que o papel atual do país na União Européia já diz muito sobre isso. Não que tudo sejam flores e não há problemas, desafios e pontos para melhorar. Mas eu bem queria que a gente tivesse um pouquinho mais desse foco e determinação. Podemos, pensando tolamente em estereótipos, considerar falta de jogo de cintura, mas porque aqui as regras existem para serem respeitadas e isso de certa forma facilita bem a convivência, dado que está claro o comportamento.

Foco e respeito, sem perder o otimismo e a abertura. Um povo doce. Isso mesmo, doce. Afinal, um povo de inclui beleza no agradecer com certeza não é tão duro assim. Um povo aberto, que normalmente disponibiliza mesas grandes e compartilhadas nos Biergartens, Bares e Cafés, que conversa amigavelmente e se interessa pelo outro. Conheci pessoas bem bacanas por lá, com direito a inúmeras dicas do que fazer em várias cidades da Europa. Os sorrisos característicos que vi ficarão com carinho em minha mente: do rapaz quando conheceu o grego e disse que amava a Grécia, país onde pediu sua noiva em casamento; do médico em Köln me contou sobre sua viagem ao redor do Brasil, ou da atendente da farmácia me ajudando a comprar a pomada para a dor no pé; do casal em Munique comemorando 28 anos de casamento. Aberto também à diversidade, ao novo, ao alternativo, assim como à tradição, à celebração. De Tacheles à Oktoberfest, com as grandes automobilísticas e indústrias químicas no meio do caminho.

Estar na Alemanha me fez perceber o valor dessas três lições. Quem sabe possamos, como humanidade, estar mais conscientes, mais focados e mais abertos também.

Curiosidade: Tacheles é um prédio ocupado por artistas em Berlim e que virou um centro de exposição e venda de arte alternativa. Mais informação em http://www.berlin-life.com/drink/pubs_cafes_details/104-Tacheles

6 Comentários

  • Oi Juliana !

    Acabei de descobrir seu blog atraves do “mochileiros”. Estou nesse momento em Berlin, e amando a cidade.. Estou adorando ler sobre sua visao da cidade, é bem proximo da minha !!! E um lugar que transpira historia em qualquer canto que se va, estou adorando !!!

    • Oi Nathalia, que bom te ter por aqui, seja super bem-vinda! Realmente Berlin é fascinante, né? Acho que toda a Alemanha… Vc vai visitar outros lugares? Praga tb é muita história! E descobrir tudo isso é ainda mais fascinante, né?! Vamos trocando figurinhas, aqui ou algum lugar. ;-)

  • Elaine R. R. Giusti disse:

    Oi, Ju, brincando de onde está Wally” na foto…..rsrsrsrsrs…..fez todo sentido, mas não deixou de surpreender, afinal, imaginamos um povo alemão fechado, introspectivo e ver estas grandes mesas com as pessoas interagindo, defaz-se ai mais um estereótipo. Beijos…….

Deixe seu comentário sobre Consciência do Passado, Foco no Presente e Sorriso para o Futuro

Faz sentido?! Compartilhe suas ideias também.

Rumo ao minimalismo! Ou nem tanto… coisas desnecessárias que carreguei durante a viagem.

12/12/2012

3 Comentários

Acompanhar

Viajar por mais de seis meses com apenas uma mochila nas costas é um belo desafio. Um dos maiores benefícios também é aprender a viver com pouco. De fato, precisamos de bem menos coisas do que imaginamos, mesmo que, respeitando uma tradicional preocupações femininas, seja fundamental ter diversas opções para não parecer que está sempre com a mesma roupa. Apesar de, quase sempre, usarmos as mesmas peças do armário corriqueiramente. Confesso que logo no começo eu não estava preparada com […]

Leia mais...

Desinformação e despreparo aumenta a confusão.

05/02/2014

1 Comentário

Acompanhar

A visão de quem estava na situação da parada ontem na linha vermelha do metrô em São Paulo. Já era começo da noite quando resolvi voltar para casa, apesar da claridade do pôr-do-sol às 19h20 nesse verão intenso. Depois de uma reunião produtiva na Zona Leste de São Paulo, me dirigi até o metrô para voltar à Zona Oeste da capital paulista onde moro. Ingênua, como uma das maiores defensoras do metrô e adepta convicta do transporte público, até elogiei […]

Leia mais...

Rumo ao minimalismo! Ou nem tanto… coisas desnecessárias que carreguei durante a viagem.

12/12/2012

3 Comentários

Acompanhar

Viajar por mais de seis meses com apenas uma mochila nas costas é um belo desafio. Um dos maiores benefícios também é aprender a viver com pouco. De fato, precisamos de bem menos coisas do que imaginamos, mesmo que, respeitando uma tradicional preocupações femininas, seja fundamental ter diversas opções para não parecer que está sempre com a mesma roupa. Apesar de, quase sempre, usarmos as mesmas peças do armário corriqueiramente. Confesso que logo no começo eu não estava preparada com […]

Leia mais...

Turismo de Cotidiano

22/03/2012

39 Comentários

Acompanhar

Cada um tem um estilo de viajar. Alguns são apaixonados por museus e castelos. Outros fascinados pela gastronomia. Há aqueles que aproveitam mais a noite do que o dia. Além dos muitos brasileiros que de verdade estão enlouquecidos com as compras. Com uma pitada de cada um desses estilos, descobri o meu estilo de viagem (e acredito que inclusive inventei o termo…): turismo de cotidiano. Sabe aquela caminhada despretensiosa por algum bairro, sem exatamente saber qual o destino final, observando […]

Leia mais...

Vegetariana com benefícios / Vegetarian with benefits

23/04/2012

17 Comentários

Acompanhar

A definição não poderia ser melhor e mais engraçada. Afinal, é realmente complicado dizer que você é uma “peixetariana”. Na maioria dos locais é mais fácil dizer que se é vegetariano, ainda mais quando você não sabe a língua. Mas aí alguém oferece uma opção com peixe ou frutos do mar… hummmm. Como eu sempre digo, não como nada que andou ou voou, só o que nadou! A expressão “vegetarian with benefits”, espontaneamente dita por Billy, querido amigo canadense, ainda […]

Leia mais...

Turismo de Cotidiano

22/03/2012

39 Comentários

Acompanhar

Cada um tem um estilo de viajar. Alguns são apaixonados por museus e castelos. Outros fascinados pela gastronomia. Há aqueles que aproveitam mais a noite do que o dia. Além dos muitos brasileiros que de verdade estão enlouquecidos com as compras. Com uma pitada de cada um desses estilos, descobri o meu estilo de viagem (e acredito que inclusive inventei o termo…): turismo de cotidiano. Sabe aquela caminhada despretensiosa por algum bairro, sem exatamente saber qual o destino final, observando […]

Leia mais...

Vegetariana com benefícios / Vegetarian with benefits

23/04/2012

17 Comentários

Acompanhar

A definição não poderia ser melhor e mais engraçada. Afinal, é realmente complicado dizer que você é uma “peixetariana”. Na maioria dos locais é mais fácil dizer que se é vegetariano, ainda mais quando você não sabe a língua. Mas aí alguém oferece uma opção com peixe ou frutos do mar… hummmm. Como eu sempre digo, não como nada que andou ou voou, só o que nadou! A expressão “vegetarian with benefits”, espontaneamente dita por Billy, querido amigo canadense, ainda […]

Leia mais...